Ao contrário da maioria dos ateus que falaria aquela coisa básica que todos os pastores são assim, hoje eu penso da seguinte maneira. Que pena que a maioria dos pastores hoje pense assim.

E infelizmente é por causa de uns caras como estes que a maioria dos evangélicos acaba por perder o respeito da maioria das pessoas por ai.

Um vereador de Montes Claros, um tal de Pastor Altemar ( engraçado que eles pregam que lutam pelo estado laico né … mas na hora de se entitular pastor, continuam fazendo ) fez ameaças a  uma professora de nome Iara Pimentel em uma entrevista a TV Câmara do município no último dia 26. O parlamentar ( que lógico, deve ter culpa do cartório ) estava irritado com as manifestações de protesto da docente em sessões da câmara ( mesmo que eu seja contra isto, porque está na cara que a moça é sindicalista ela tem o direito de fazê-lo ).

O cara é bem sem noção no que diz “Pense numa mulher desclassificada, sem caráter (…) ela vem inferniza, faz as manifestações. Se pudesse eu mesmo dava um couro nela. Pensa numa mulherzinha de baixo nível. É aquela Iara”, afirmou.

Em seguida, Pastor Altemar ataca a professora ao dizer que ela vai à Câmara porque quer “arranjar um marido”. “Tá aí, encalhada, e vem pra cá querendo arranjar um marido. Ou então tá interessada em algum vereador (..) É um lugar público, não é uma zona, um cabaré não. Eu vomito ela (sic).”

O caso provocou revolta nas redes sociais, o que não é grande coisa né ? Hoje em dia até a morte da bezerra causa comoção nas redes sociais porque a tristeza é tão grande que ninguém pensa realmente no que está acontecendo. Ms a professora que integra movimentos sociais ( não falei que era da galera sindicalista ? ) que sempre acompanham as sessões plenárias ( tem tempo para caramba este povo né ? ) câmara, como esperado, apresentou denúncia contra o vereador.

Mesmo o caso sendo realmente passível de cassação, o processo foi a votação no último dia 9, mas foi rejeitado por 13 votos a 9 ( ou seja, ladrão não prende ladrão né ? ) .

Agora a comissão vai tentar analisar a conduta do vereador ( o que não vai dar em nada, garantido ).

O que mais me choca neste caso é pensar que o cara é pastor e prega amor cristão todos os dias. Cadê o amor cristão dele em pensar no que ele falou sobre a professora ?

A conclusão que eu chego é que o amor cristão dele tem um preço. O dízimo que os fiéis pagam para ele todos os meses né ?

Via:  http://zip.net/bblPhf